(Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Dallagnol diz ter recebido mais de R$ 300 mil em doações para pagar indenização

Na manhã desta quinta-feira, 24, o ex-procurador da força-tarefa da Lava Jato e atual pré-candidato à Câmara dos Deputados Deltan Dallagnol (Podemos) anunciou ter recebido mais de R$ 300 mil em doações após ter sido condenado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) a pagar R$ 75 mil por danos morais ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Em video publicado em suas redes sociais, Dallagnol agradeceu as doações: “Quero agradecer pela coisa incrível que vocês fizeram, em menos de 24 horas vocês, espontaneamente, pegando meu CPF na internet, fazendo doações via Pix, depositaram mais do que o valor daquela indenização injusta, absurda, que STJ determinou que eu pagasse ao Lula, enquanto ele foi condenado em três instâncias e sai impune (…) Não parou de entrar Pix ao longo de toda a madrugada, é inacreditável, acabou de entrar outro. De dois, dez, cinquenta, vinte, um real, cem reais, não é o valor, mas é o ato de protesto, é indignação das pessoas (…) Isso aperta o meu coração, não tenho palavras (…) Não se trata de Deltan, não se trata de valor, se trata sim da causa anticorrupção. As pessoas estão mandando uma mensagem muito forte por meio de tudo isso, por meio desse ato cívico incrível, que é a mensagem: ‘você pode estar lá na frente, mas se você está lutando pela nossa causa, pela sociedade, nós estamos com você. Nós estamos juntos, nós vamos te defender. Lá na linha de frente você vai se machucar, mas nós estamos aqui para proteger você’. O valor que vocês depositaram, eu acordei hoje e nem acreditei, superou R$ 300 mil reais. Isso supera tudo, indenização, somado a honorário, somado a correção e a juros. É incrível isso que você tá fazendo. Isso me dá mais força ainda para ir a frente, para não parar, não desistir. Não desista você também! Se a gente é capaz de fazer isso juntos, a gente é capaz de fazer muito mais”.

A Justiça considerou que Dallagnol cometeu excessos ao usar, durante uma entrevista coletiva em 2016, uma apresentação de slide em PowerPoint acusando Lula de liderar uma ação criminosa. O ex-procurador informou que todo o valor arrecadado que ultrapassar a indenização será encaminhado para hospitais filantrópicos que tratam de crianças com autismo ou câncer.

(Com informações da Jovem Pan)

%d blogueiros gostam disto: