(Foto: Archie Binamira/Pexels)

Amizade é uma via de mão dupla

Reciprocidade, um sentimento ou uma ação que considero entre as mais importantes em todos os tipos de relações. Seja em negócios, casamentos, sociedades empresariais e, principalmente, nas amizades pessoais, a reciprocidade deve ser a condição para que essa relação seja duradoura.

O que quero dizer com isso? É claro que jamais devemos agir esperando alguma coisa de alguém pois, nem sempre recebemos o que damos. Mas reflita que as relações não podem ser uma via de mão única em que, quanto mais você segue em uma direção, mais você se distancia do ponto inicial, sem retorno.

Dando exemplos práticos disso: você sempre tem a sua casa cheia de amigos, em churrascos, jantares, pequenas reuniões informais ou sempre está convidando-os para happy hours por aí, além de sempre lhes fazer alguns favores. De repente percebe que só você é quem os convida, recebendo muito pouco ou quase nada de convites destas mesmas pessoas. Isso é a falta de reciprocidade da qual eu falo.

E não é porque você seja chato, sua amizade não valha a pena ou porque seus amigos tem menos tempo e mais compromissos que você. Se assim fosse, eles também não responderiam aos seus convites. Mas talvez seja porque lhes falta a reciprocidade de lhe fazer a mesma gentileza.

Faça um teste simples: por um tempo, deixe de ligar para alguns amigos e veja quanto tempo alguns deles ficarão sem falar com você. Verá que são raros os que apenas querem saber como você está, como andam as coisas, ou simplesmente querem dizer um “E aí, tudo bem? Conte as novidades!”. Faço isso com frequência e já me decepcionei com muita gente próxima.

Sou do tipo que valoriza muito as amizades, sem interesses, sem intenções que não sejam apenas as de ter pessoas bacanas mais próximas. E as rego com frequência ligando, mandando mensagens desinteressadas, fazendo contato para, apenas, “jogar conversa fora”. Se bem que boas conversas nunca devem ser jogadas fora. É apenas força de expressão.

É muito prazeroso você ter pessoas de quem gosta, por perto, para dar boas risadas, falar besteiras, desabafar sobre qualquer questão pessoal. Apenas conversas onde não se fala de negócios ou se faz acordos baseados em interesses. É puro e simples lazer.

Reciprocidade é como a lealdade: precisa existir para solidificar as relações, senão tudo não passa de superficialismo e desaba. Concordando comigo ou não, aproveite quando terminar de ler este artigo e ligue para aquele amigo com quem você não fala faz tempo e que você imagina ter se esquecido de você. Talvez ele esteja pensando a mesma coisa e lhe dando a oportunidade de você valorizar mais essa amizade.

Alguns podem chamar o que digo aqui de “mimimi”, eu chamo de “Formas de respeito e gentileza de manter amizades sinceras”.

(Por Ogg Ibrahim – jornalista e comentarista)

%d blogueiros gostam disto: