Porto de São Petesburgo: embarque de fertilizantes para o Brasil não está suspenso.

Suspensão da exportação de fertilizantes não afeta o Brasil

O Brasil não foi incluído na lista de países para os quais a Rússia suspendeu as exportações russas de fertilizantes, informou a ministra da Agricultura, Tereza Cristina. Entretanto, novas compras do produto estão inviabilizadas enquanto durar a guerra travada pela Rússia na Ucrânia devido à falta de transporte em razão do conflito. Mais cedo nesta sexta-feira (4), o governo russo tinha anunciado que recomendou aos produtores locais de fertilizantes que suspendam suas exportações para a União Europeia.

A Rússia é um dos principais fabricantes mundiais de fertilizantes e cerca de 25% das importações brasileiras do produto vêm de lá.

Em fevereiro, uma semana antes da invasão da Ucrânia, o presidente Jair Bolsonaro esteve na Rússia e se encontrou com Vladimir Putin. Uma das justificativas para a viagem foi justamente tratar das compras de fertilizantes pelo Brasil. Nos últimos dias, Bolsonaro tem evitado condenar a ação militar de Vladimir Putin. Argumenta que precisa manter a neutralidade para garantir a manutenção das relações comerciais entre os dois países. Ela disse, porém, que a guerra praticamente inviabilizou o embarque de produtos nos portos russos. Um dos motivos é que empresas de seguro têm se recusado a fazer seguro dos navios que se dirigem ao país, devido ao conflito. Com isso, o Brasil não deve conseguir fazer novas importações de fertilizantes da Rússia enquanto durar o conflito.

Segundo a ministra, o estoque brasileiro de fertilizantes é suficiente até outubro. Ela disse esperar que antes desse período a guerra tenha acabado e, o transporte de mercadorias entre Rússia e Brasil tenha sido normalizado. Mesmo assim, disse que já negocia a compra de fertilizantes com outros fornecedores, como Canadá e Irã, a fim de assegurar que não haja falta do produto no Brasil caso o conflito se estenda mais tempo que o esperado.

O ministério também afirma que recebeu a informação sobre um embarque de fertilizantes, ocorrido n aúltima sexta-feira, 04/03, da empresa russa Acron para o Brasil.

(com informações do G1 e R7)

Publicidade

%d blogueiros gostam disto: