(Foto: Tracy Le Blanc/Pexels

Whatsapp, Facebook e Instagram fora do ar nesta segunda-feira

WhatsApp, Facebook e Instagram estão fora do ar desde o início da tarde desta segunda-feira (4). E não é só no Brasil. Internautas em todo o mundo relataram dificuldade para acessar os três serviços – todos eles pertencem ao Facebook.  Às 13h10 – horário de Brasília – o site Downdetector, que monitora reclamações sobre serviços da internet, registrava cerca de 40 mil queixas sobre o WhatsApp. Para o Instagram, eram cerca de 10 mil; para o Facebook, 5 mil.

O Facebook informou que abriu investigação para apurar o motivo da instabilidade.

No Twitter, os perfis do Facebook e do WhatsApp postaram: “Estamos cientes de que algumas pessoas estão enfrentando problemas com o WhatsApp no momento. Estamos trabalhando para que as coisas voltem ao normal e enviaremos uma atualização assim que possível”.

No perfil do Instagram, foi publicado um post que diz: “O Instagram e amigos estão tendo um momento complicado agora e talvez você esteja com problemas para usá-los. Conte com a gente, estamos em cima disso”.

Os três aplicativos também enfrentaram instabilidade em junho passado, durante cerca de duas horas e meia. Na ocasião, o Facebook afirmou que a falha havia sido causada por um ajuste de configuração.

O Telegram também sofreu com reclamações. Usuários disseram que tiveram dificuldades para envio de mensagens no aplicativo. Até a última atualização desta reportagem, não havia informações sobre a dimensão do problema com o Telegram.

Até a última atualização desta reportagem, ainda não se sabia o que levou Instagram, Facebook e WhatsApp a ficarem fora do ar.

Não existem informações que liguem as falhas apresentadas nos aplicativos do Facebook à instabilidade de operadoras, mas reclamações sobre telefonia e internet também cresceram nesta segunda. O site que recolhe reclamações registra picos para Claro, Vivo, TIM e Oi! Nos EUA, há queixas sobre Amazon Web Services, Google, T-Mobile, e AT&T.

Até o momento, Mark Zuckerberg não se pronunciou sobre a instabilidade nos serviços do Facebook.

(com informações do G1)

%d blogueiros gostam disto: