O Banco Central põe em risco a recuperação econômica e aumenta a probabilidade de uma nova recessão, ao perseguir a meta de inflação para 2022 com aumentos expressivos da taxa básica de juros

Aumento da Selic tem impacto negativo no crescimento da economia, avalia CNI

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) considera equivocada a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom), do Banco Central do Brasil, de acelerar o ritmo de aumento da taxa básica de juros (Selic) para 1 ponto percentual.

O presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, lembra que nem o emprego nem a produção industrial retornaram aos níveis anteriores ao da pandemia de Covid-19, apesar dos sinais claros de retomada econômica.

“Ao perseguir a meta de inflação do ano que vem com aumentos expressivos da Selic, o Banco Central põe em risco a recuperação econômica e aumenta a probabilidade de uma recessão no próximo ano”, avalia Robson Braga de Andrade.

Na avaliação do setor industrial, a decisão por um quinto aumento expressivo da Selic é contrária a necessidade de estimular as condições de crédito para consumidores e empresas. A medida aumenta o custo do financiamento e desestimula a demanda em um momento em que muitas empresas ainda tentam sobreviver à crise desencadeada pela pandemia do coronavírus. 

(Fonte: Agência de Notícias da Idústria)

%d blogueiros gostam disto: