romario-magro
Magreza demais ou suspeita de alguma outra doença? (foto de redes sociais)

A imagem acima tem assustado milhares de fãs do ex-jogador e senador, Romário. Ele fez uma cirurgia para tratar do Diabetes Tipo 2 e acabou perdendo 10 quilos em 45 dias, segundo contou à uma reportagem do Domingo Espetacular, da Rede Record.

Ele foi operado  pelo médico Áureo Ludovido de Paula que, curiosamente, é processado por famílias de pacientes que morreram ou ficaram com sequelas depois de se submeterem ao mesmo procedimento que o ex-jogador.

Muito parecida com a bariátrica, segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia esse tipo de cirurgia não é recomendada para pessoas com índice de massa corporal (IMC) abaixo de 35, como é o caso de Romário. O Baixinho, como também é conhecido, que mede 1,69 de altura e estava pesando quase 80 kg antes do procedimento, teria um IMC de 28.

No método chamado de “interposição ileal”, além da redução do estômago, é feita também a transposição do íleo, órgão que fica no final do intestino delgado, para o duodeno. Com isso, afirma o endocrinologista Áureo Ludovico, os alimentos que saem do estômago induzem o íleo transplantado a produzir o hormônio GLP-1, substância responsável por fazer o pâncreas secretar mais insulina. Isso ajudaria no controle da quantidade de glicose presente no sangue.

Necessária ou não no caso de Romário, a cirurgia causou polêmica e a imagem do ex-craque levantou suspeitas sobre o real estado de saúde dele.