Falta respeito, sobra indiferença

Estou cansado! Cansado de ser tomado como trouxa por empresas que não tem o mínimo respeito pelo cidadão, pelo consumidor, pelo contribuinte. A gente reclama, vai ao Procon, denuncia nas redes sociais, leva pra televisão e nada se resolve. E não falo isso apenas por mim mesmo. Falo pelos milhões de brasileiros que enfrentam esse descaso. Gente que paga por serviços cujas prestadoras não dão a mínima pra gente.

Vou citar meus exemplos apenas para ilustrar. Comprei um bom smartphone pouco mais de um ano atrás. Moderno, cheio de recursos que facilitariam minha vida. Além do que ele oferecia, escolhi também pela marca, uma japonesa de tradição e qualidade de seus produtos fotográficos e aparelhos de som (não disse o nome!). Coincidentemente, dois dias após o fim da garantia ele trava, dá pau, para de funcionar. Um amigo vem e me diz que as empresas instalam um chip que provoca esses danos, automaticamente, após a garantia. Achei demais, uma teoria da conspiração. Prefiro acreditar em má sorte mesmo. Mandei pra assistência técnica e quiseram me cobrar 890 reais – quase o preço do aparelho. Joguei no lixo!

Comprei outro bem mais caro, de uma marca ainda mais tradicional em celulares e rádios. Pensei, “chega de problemas! Agora estou “montado” num belo celular”. Ledo engano! Pouco mais de um mês de uso e… foi pro pau também. Ainda na garantia mando pra assistência técnica e 18 dias depois recebo a notícia: não consertaram alegando que “um problema que não é coberto pela garantia foi causado pela exposição do aparelho a líquidos, chuva, vapor de água, saunas ou quaisquer outros lugares onde há umidade excessiva do ar”. Meu Deus, quase enlouqueci! Sabem qual foi um dos motivos pelo qual comprei o aparelho? Porque a propaganda afirma que ele é “RESISTENTE A ÁGUA”. E isso está no próprio site da Motor… (opa, desculpe!) da empresa. Inclusive, pesquisei no Youtube e encontrei vários vídeos onde são feitos testes sobre isso – os usuários chegam a colocar o celular debaixo de uma torneira aberta e nada acontece. SENSACIONAL! Mas me pergunto porque justamente o meu perdeu a garantia porque foi detectada umidade nele? Que umidade seria maior do que colocá-lo embaixo de uma torneira? E olha que o meu nunca sequer chegou a ficar sobre a pia. Ou seja, há um defeito de fabricação que a empresa não quer assumir. Ou propaganda enganosa. Me senti um idiota novamente!

Deixando os celulares de lado, tive problemas com minha tv por assinatura. Fiquei 3 dias sem sinal e sem internet. Várias reclamações e incomodações depois – mesmo porque o serviço de atendimento é lamentável e um desrespeito ao consumidor – eles informaram que tinham descoberto o problema (Ohhhhhh!!!) e iriam resolver. Nossa! Muito obrigado por essa consideração. Nem precisava!! Abateram na minha fatura? Me ligaram pedindo desculpas? Nada disso! A TV… (ops, desculpa de novo) a empresa liberou uns canaiszinhos bloqueados que nem assisto por assombrosos 3 dias! Agradeci de joelho, claro.

Dos celulares às tvs por assinatura e, agora, aquecedores a gás. Mais um aparelho que entrou em pane uma semana depois de vencer a garantia de DOIS ANOS (to começando  acreditar na teoria do meu amigo). O técnico já avisou por telefone que só a visita custaria 80 reais, mesmo que não fosse feito nada (Pô, o cara vai vir de limusine pra minha casa?). Mas, é claro, que tinha alguma coisa pra fazer. Uma pecinha aqui, outra ali, gastei mais 40 pilas além da taxa da visita. Poxa, já que era visita poderia ter trazido um presentinho, né?

Mas não pára por aí não. Só que agora o problema foi com a minha mulher. Ela teve o nome incluso no SPC porque clonaram o cartão que ela tinha de um magazine aí (não quero citar o nome, apenas dizer que tem as letras C e A… Oops!) e fizeram várias compras. Mesmo tendo pedido o cancelamento por escrito e protocolado no balcão da loja, as cobranças continuavam chegando. Ainda não se resolveu porque a empresa “vai verificar o andamento da solicitação” que já rola há mais de 3 meses! Deve ser um andamento tipo lesma.

Me desculpem se desabafei com vocês, mas tenho a certeza de que muitos leitores também estão cansados de ser passados para trás sem que nada seja feito. As grandes lojas, magazines, prestadoras de serviço, fabricantes de aparelhos, enfim, estão defecando e caminhando com os problemas que nos causam. Nenhuma delas se importa em resolver alguma coisa. E se nos perdem, não faz a mínima diferença. Vão conquistar outros clientes que deixaram as empresas concorrentes pelos mesmos problemas.

E o pior de tudo: não vejo estas empresas serem multadas, terem os serviços suspensos, serem fechadas. Desrespeitam a legislação que defende nossos direitos de consumidor e tudo continua na mesma. Os SAC (Serviço de atendimento ao cliente) são, na verdade, um “Serviço de Agressão ao Cliente”. E não adianta mudar. Os problemas continuam, independente da empresa. É um ciclo vicioso difícil de extinguir. Penso no dia em que teremos 30 operadoras de celular e não quatro. Sonho em ter a liberdade de escolher entre 40 TV’s por assinatura e não cinco. Quem sabe assim, com liberdade de escolha e sem cartéis, seremos mais felizes. Pelo menos, seremos melhor tratados. E sonho também com uma legislação mais eficiente e punitiva que realmente acabe com esse desrespeito e faça estas empresas cumprirem o papel para o qual realmente foram criadas – prestar serviços eficientes e de qualidade. Será que estou sonhando alto demais?

11 thoughts on “Falta respeito, sobra indiferença

  • 12 \12\+00:00 abril \12\+00:00 2012 em 06:24
    Permalink

    Concordo.

  • 12 \12\+00:00 abril \12\+00:00 2012 em 06:25
    Permalink

    Sim

  • 12 \12\+00:00 abril \12\+00:00 2012 em 09:06
    Permalink

    Ogg, essa me tocou fundo, pois passei por problemas similares recentemente com uma tv por assinatura; me senti exatamente assim, uma trouxa; felizmente foi resolvido depois de eu fazer barraco em uma rede social.

  • 12 \12\+00:00 abril \12\+00:00 2012 em 09:24
    Permalink

    C e A consoantes ?… em que lingua vc escreve ?

  • 12 \12\+00:00 abril \12\+00:00 2012 em 10:18
    Permalink

    De maneira alguma está querendo muito.. Eu tb quero muito isso.. Ter serviços disponíveis para podermos ser tratados como verdadeiros consumidores e cidadãos.

  • 12 \12\+00:00 abril \12\+00:00 2012 em 10:19
    Permalink

    Ogg faço das suas palavras as minhas, sem por nada e tirar nada…..

    Com toda a certeza precisamos de concorrentes para dar valor em seus consumidores. No caso da sua esposa, aconteceu o mesmo comigo, só que foi feito uma compra no exterior, foi um sufoco para resolver este problemão, mas no fim deu tudo certo, com muita dificuldade claro.

    Sou seu fã, Ogg quero ser jornalista e me assemelho um pouco em você, está de parabéns.

    Abraços

  • 12 \12\+00:00 abril \12\+00:00 2012 em 21:41
    Permalink

    Ogg, comprei uma tv lcd, 32 polegadas de uma famosa marca holandesa Phili…, 3 meses depois apareceu um mancha verde de 10 cm largura na vertical e posteriormente danificou metade da tela. O produto estava na garantia, liguei no sac e nada, mandei e-mail com os protocolos de atendimento e nada. Entrei a quase 2 anos na justiça e ainda estou aguardando o juiz se manifestar. Mesmo ganhando uma outra tv e dinheiro, não compensa, o estres, o descaso, o desrespeito para com o consumidor é algo fora série. Lastimável!

  • 13 \13\+00:00 abril \13\+00:00 2012 em 05:33
    Permalink

    Acho que você está precisando de uma boa benzedeira. Depois de pisar em cacas caninas na rua, tendo que limpar seus calçados, agora todos esses aborrecimentos com prestadoras de serviços. Aliás, isso é difícil mesmo. Haja paciência!

  • 13 \13\+00:00 abril \13\+00:00 2012 em 16:10
    Permalink

    Ogg, esse post é um resumo de um retrato que atordoa os brasileiros hoje. Eu mesmo passei um problema com um notebook, comprado com muito esforço. Parcelei em 12 vezes, nos 4 primeiros meses foram 3 defeitos, que a garantia resolveu. No 4° eu tinha o direito de pegar um aparelho novo ou ter o dinheiro de volta. Fiquei tão revoltado que acabei pegando o dinheiro de volta. Mas tinha um problema: Eu comprei o aparelho nas Casas Bahia em 12X com juros, e ainda comprei um seguro pro aparelho de 100 reais da loja. Só que quem me deu o dinheiro que de volta foi a fabricante e não a loja. Um problema. Eu tinha pago 8 prestações que dava em torno de 1100 reais para loja e a fabricante me devolveu o valor do notebook. 999 reais. A Casa Bahia queria que eu continuasse pagando as outras 4 prestações, acredita? Tive que entrar na justiça.

  • 16 \16\+00:00 abril \16\+00:00 2012 em 12:00
    Permalink

    Poxa adorei este blogue:))

  • 19 \19\+00:00 abril \19\+00:00 2012 em 02:23
    Permalink

    sabe aquela rede de supermercados de uma rede francesa ? Então fui lá,comprei um rádio de 110 wat,,,,isso foi na loja de Ribeirão Preto.Moro há quase 50 km de lá,,,pois ao chegar em casa descobri que o rádio era de 100….Tóca voltar,,,mais 100 km,(ida e volta)combustível e pedágio,,,e o pior o stress.Tinha feito no cartão deles,,,apesar deter o meu.pedi para mudar para o meu,,,e cancelei na hora o deles.Sabe o que aconteceu?Um mês depois chegou uma fatura desse carrefour,,,avemariaescrevi!!! e além de cobrarem o que eu tinha cancelado,,,ainda incluiram na fatura dois seguros que não comprei….Pra resolver essa situação precisei ir mais duas vezes em RP,,,pagar pedágio,etanol pra resolver….Não medi,,mas minha pressão sanguínea deve ter subido as alturas,,,,pois não pude esganar
    quem faz uma dessas com osclientes.Jurei:Nunca mais entro em uma loja dessa rede….nunca mais….

Fechado para comentários.

%d blogueiros gostam disto: