Assalto nas bombas!


A atitude de querer lucrar motivada pelo oportunismo de alguns empresários de São Paulo me enoja, me causa ânsia de vômito e azia. É o que vemos hoje na capital com a crise no abastecimento dos combustíveis por causa de uma greve. Finalmente, as autoridades perceberam o abuso a tempo (o que, infelizmente não acontece em outras situações) e mandaram prender os donos de postos de combustíveis que elevaram os preços absurdamente – em alguns casos a gasolina passou de quatro reais o litro.

Estou de férias, fora da cidade, mas não pude deixar de revelar a minha revolta com esse tipo de postura baixa, mesquinha e lamentável. Cadeia é pouco para estes empresários e seus capachos que tentaram subestimar os consumidores. Eles deveriam, além disso, é perder o direito de comercializar combustíveis.

Vi situação semelhante na enchente que arrasou dezenas de cidades em santa Catarina, em 2008. Eu ainda estava como repórter de rede em Florianópolis quando presenciei algumas atitudes deploráveis como a dos donos de postos. Eram donos de supermercados e pequenos comércios vendendo água em galões e garrafas por preços que chegavam a cinquenta reais um galão de cinco litros e 20 a garrafa de 1 litro. Um botijão de gás custava, em média, 80 reais. Isso cobrado de gente que estava com a casa embaixo dágua ou sob escombros de deslizamentos de terra. Gente que dormia em abrigos, tinha perdido tudo, inclusive as esperanças, tendo que pagar um preço absurdo por produtos dos quais necessitavam emergencialmente. Pior que isso foi constatar que havia um senhor vendendo água de torneira cobrando 5 reais pela garrafinha de 300 ml. sem contar ainda os falsos voluntários que se ofereciam para trabalhar do recebimento de doações e roubavam o que vinha de melhor para vender.

A raça humana pode ser muito solidária como já demonstrado em inúmeras situações de calamidade. Mas quando quer ser cruel e exploradora, consegue se superar com maestria sádica. Pena que cadeia para estes é breve!

3 thoughts on “Assalto nas bombas!

  • 8 \08\+00:00 março \08\+00:00 2012 em 10:12
    Permalink

    Nunca tinha chegado até seu blog, Ogg Ibrahim.Li seu prefil e gostei.O assunto de hoje me atraiu.Aliás, ele é bastante recorrente na mídia brasileira. Já por duas vezes, Ogg, sugeri a um possível amigo seu, da outra emissora, que fizesse um trabalho de investigação, que é a especialidade dele, sobre quem é, na verdade, o “empresário” dono de postos de gasolina, no Brasil. Tenho quase certeza que, por medo do repórter, não mereci atenção.Mas que é interessantíssima matéria, ah!, isso é!!Que me desculpem os bons, mas, às vezes, parece uma classe de bandidos,marginal às leis!Estás lembrado do controle remoto das bombas, coisa de pouco tempo atrás?E,assim, muitos outros casos. Frequentemente, quase que sistematicamente, estão a cometer falcatruas, e nada acontece! É a corrupção das autoridades, é a inexistência de leis (não acredito!)?O quê, então? Afinal,Ogg, quem são os empresários deste ramo, em nosso País? O quê poderá ser feito? Ou não tem jeito?

  • 8 \08\+00:00 março \08\+00:00 2012 em 10:50
    Permalink

    Bom dia;

    Deveriam perder a licença e o ponto comercial para comercio de combustivel.
    Deveriam pagar a multa de 6 milhões.
    Deveriam ter seus bens bloqueados.
    No país do “deveria”- o culpado será sempre o Severino da Silva, que “se enganou” ao colocar a placa com os preços……

  • 8 \08\+00:00 março \08\+00:00 2012 em 12:03
    Permalink

    Nós, como seres sociáveis e civilizados deveríamos estender a mão ao próximo em certas ocasião. Não estou falando que os donos de postos de combustíveis ou de supermercados como citado no ocorrido em Santa Catarina tinha que distribuir, dar gratuitamente os seus produtos, não sou louco. Mas o bom senso seria, diante de uma grande tragédia ou em um greve como em São Paulo, manter o preço. Seria uma atitude de bom senso e amor ao próximo. Mas como vivemos em uma sociedade capitalista e selvagem, onde o que vale é a lei da procura e da oferta, e ao que parece quanto mair a tragédia maior a possibilidade de lucro, na realidade o que se é levado em conta é a real possibilidade de ganhar um bom dinheiro rápido e fácil. Me faz lembrar um coisa. ladrões.

Fechado para comentários.

%d blogueiros gostam disto: